Vendas e adesões brutas atingiram R$ 366 milhões, queda de 14,5% vs o 1t22 e alta de 18% vs o 4t22. As vendas em incorporações, vendas fechadas e adesões de condomínio tiveram crescimento vs o 4t22. Os distratos tiveram crescimento vs o 1t22 e o 4t22. Veja mais detalhes a seguir:

A divulgação do novo arcabouço fiscal parece ter distendido as relações. Na última quarta-feira (5), o presidente do BC, Roberto Campos Neto, disse ter uma avaliação “superpositiva” das novas regras e declarou que o futuro marco fiscalevitará o descontrole da dívida.

Dentre as provocações por parte dos Estados Unidos, a questão de Taiwan é sempre recorrente e constitui a linha vermelha que não pode ser cruzada nas relações sino-americanas. Vale a pena esclarecer a situação, particularmente considerando a equivocada comparação entre Taiwan e Ucrânia, como ocorre frequentemente na mídia. Taiwan não é uma questão internacional, mas um assunto doméstico da China, uma parte relevante da soberania e integridade territorial da China. Algumas potências ocidentais utilizam do discurso da democracia para estimular a independência de Taiwan, incrementando, substancialmente, a instabilidade na região e no Estreito de Taiwan. No entanto, Taiwan – ressalte-se – não tem status legal, nem identidade nacional ou direitos soberanos porque não é, de fato, um país, mas sim uma província, que constitui parte integral da China, conforme é o entendimento da grande maioria dos países membros das Nações Unidas. Desde 9 de dezembro de 1941, quando o governo da China emitiu declaração de guerra contra o Japão, ficou estabelecido que a China recuperaria Taiwan e a Ilhas Penghu. Na Declaração do Cairo, de 1º de dezembro de 1943, Estados Unidos, Reino Unido e China reconheceram que era objetivo fundamental retornar os territórios conquistados pelo Japão à China. Estes termos foram também reconhecidos pela Declaração de Potsdam, em 1945. A partir de 25 de outubro daquele ano, a China recuperou Taiwan de fato e de direito.

No Brasil, a semana de negociações será mais curta devido ao feriado de Tiradentes, na sexta-feira (21). Porém, a lista de indicadores econômicos será considerável, com a divulgação da produção industrial e IBC-Br, além dos tradicionais dados semanais. A reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) também ocorrerá nos próximos dias, mas é provável que não se discuta a meta de inflação nesse encontro.

5 – Top Center, empresa controlada pelaSão Carlos (SCAR3)anuncia venda da totalidade do Edifício Itaim Center por R$ 90 milhões. O valor da transação foi 2,6% superior ao NAV e o cap rate de venda foi de 6,8%. Após a transação, a São Carlos passa a ter 110 imóveis, com ABL própria de 481,4 mil m² e valor de mercado avaliado em R$ 5,2 bilhões.

Desse modo, o pedido foi realizado em conjunto com a Light SESA, Light Energia e Lajes Energia.

A divulgação levou às ações da companhia a despencarem no pregão de hoje. Por volta das 11h, os papéis da 3R Petroleum (RRRP3) registravam queda de 12,66%, cotado a R$ 28,71.

A Petrobras também assinou um acordo semelhante no ramo de gás natural, com o compromisso de se desfazer de ativos, incluindo a Transportadora Brasileira Gasoduto Bolívia-Brasil. No entanto, a empresa ainda mantém controle do gasoduto, e esse é um dos pontos que Prates disse que pretende rever junto ao Cade.

Entretanto, o MEI só é obrigado a declarar se tiver rendimentos isentos e não tributáveis acima de R$ 40 mil (ou caso se enquadre em outros casos citados acima). Mesmo assim, a recomendação é para que o microempreendedor individual sempre preencha o IRPF, já que essa declaração de rendimentos pode ajudar na hora de obter um crédito no banco, por exemplo.

O crescimento anual das despesas será limitado a 70% da variação da receita primária dos últimos 12 meses. Caso os esforços do Governo de aumento de receitas e redução de despesas resultarem em primário abaixo da “banda”, a âncora obriga a redução do crescimento de despesas para 50% do crescimento da receita no exercício seguinte.

Foto: Divulgação/Coca-Cola CompanyA Coca-Cola pretende lançar o Lemon-Dou, a primeira bebida alcoólica do portfólio da companhia. Depois do sucesso no Japão, lançado em 2018, o produto chega ao mercado para fazer parte da categoria de “bebidas alcoólicas prontas para beber”.

No entanto, de acordo com o presidente da Anfavea, a indústria mantém a expectativa de crescimento no ano e discute com o governo federal medidas que possam ser adotadas para apoiar o setor.

banca minima betfair

LKbPC0vRMH

Deixe o seu comentário